Antonio Candido e a formação literária brasileira

AntonioCandido

A Literatura e o Brasil perdem hoje seu grande nome. Antonio Candido de Mello e Souza foi o autor de, entre tantas obras, Formação da literatura brasileira – momentos decisivos. O título promete o que a obra entrega: a formação decisiva do que é a literatura nacional.
(Foto: André Gomes de Melo)

O Brasil perdeu hoje o grande teórico e crítico literário Antonio Candido de Mello e Souza. Formação da literatura brasileira – momentos decisivos, publicada em 1959, é uma das obras fundamentais do autor, que revolucionou o entendimento sobre a literatura nacional, consagrando-a como objeto científico verdadeiramente autônomo. Em seu trabalho seminal, Antonio Candido aprofundou a compreensão da literatura como consequência do passado e reflexo do presente, tendo minuciosamente iluminado o período literário brasileiro entre 1750 e 1836. O “desejo de ter literatura”, entrevisto ali, seria concretizado, unindo independência política e literária. Literatura e sociedade é precisamente o nome do conjunto de ensaios publicado posteriormente. E foi para além do binômio passado-presente que Candido avançou, ao identificar, na produção literária, meio potencial para engendrar tempos futuros – e melhores.

Resumir a obra e o pensamento desse demiurgo da literatura nacional não é uma tarefa simples nem pode ser feita às pressas, então, para não deixar de prestar a devida homenagem, o blog Sapi trouxe algumas referências sobre a vida e obra de Antonio Candido de Mello e Souza.

Um especial produzido pela TV Cultura retrata a vida de Antonio Candido por meio de entrevistas com especialistas em literatura e com o próprio crítico literário. São abordados a infância em Minas Gerais, a formação acadêmica em São Paulo, o trabalho na USP, a forma como fazia crítica literária e muito mais. Em uma entrevista para o site Brasil de Fato, de 2011, Antonio Candido fala sobre a importância da literatura e da relação entre ela e a sociedade, além de explicar por que considera Machado de Assis fundamental (apesar de não ser necessariamente seu autor favorito). Finalmente, em uma mensagem para os formandos da USP de 2008, o autor expressa sua opinião sobre a relação entre língua e literatura e por que é importante cultivar esse conhecimento mesmo (e principalmente) no mundo atual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s