Concurso Diplomata 2018: Como é a prova?

Olá, futuras e futuros diplomatas!

Você sabia que o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata deste ano está cada vez mais perto?

Não, não temos bola de cristal, nem algum informante interno no governo! Temos apenas estatísticas.

O CACD vem se realizando há décadas no atual formato, com regularidade de um concurso anual. Além disso, nos últimos três anos, o edital foi publicado no mês de junho.

Então, vamos aproveitar o post de hoje para responder uma pergunta comum entre os que estão tendo o primeiro contato com a carreira diplomática: que matérias são cobradas no concurso?

Para entender quais são as matérias e como elas são cobradas, é preciso antes compreender um pouco a estrutura do CACD atualmente.

Ao longo dos anos, várias foram as matérias exigidas pelo certame. Já houve mesmo a aplicação de provas orais, mas estas foram extintas em 2005.

No molde atual, estas são as matérias cobradas pelo Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata:

  • Língua portuguesa
  • Língua inglesa
  • Língua francesa
  • Língua espanhola
  • Política internacional
  • História do Brasil
  • História mundial
  • Geografia
  • Noções de direito e direito internacional público
  • Noções de economia

O método de abordagem de cada uma delas, contudo, é diferente de acordo com a fase do do concurso. Ao todo, existem três fases:

  • A Primeira Fase, conhecida antigamente como Teste de Pré-Seleção (ou TPS, para os íntimos), é formada de 73 questões. Cada questão possui quatro itens, que devem ser julgados como Certo ou Errado. Se sua resposta está de acordo com o gabarito oficial, você ganha 0,25. Se está divergente, você perde -0,25. O TPS tem caráter eliminatório.
  • A Segunda e a Terceira Fases é formada por questões escritas, de diferentes modelos, a depender da matéria. As provas são de caráter classificatório e eliminatório.

Agora que sabemos mais um pouco sobre o CACD, podemos ver como cada matéria é abordada no certame. Vamos lá?

Quer saber mais sobre a Carreira Diplomática e o Concurso do Itamaraty? Quinta, 07/06 às 20h teremos um Webinário Ao Vivo com a participação da Priscila Zillo, clique AQUI e saiba mais! 

  1. Língua portuguesa

É a primeira matéria na prova do TPS e uma das mais importantes de todo o concurso.

No TPS, dez questões (pouco menos de 14% do total) são dedicadas ao português. Aqui, os itens sempre abordam elementos de textos trazidos na prova, seja de interpretação, seja de gramática.

Português também consta na segunda fase. Nela, é preciso produzir uma redação sobre tema geral, de 600-650 palavras, além de dois exercícios de interpretação, cada um com 120-150 palavras; tudo deve ser feito em até cinco horas. A redação vale sessenta pontos, enquanto que cada exercício vale vinte, totalizando, assim, cem pontos. Entretanto, é eliminado do concurso o candidato que não conseguir somar um mínimo de sessenta pontos nessa prova.

  • Língua inglesa

A matéria de língua inglesa no TPS conta com nove questões (cerca de 12% da prova). Assim como em português, as questões têm como base textos diversos trazidos na prova e requerem do candidato habilidades de interpretação e conhecimento da gramática inglesa.

A matéria também consta na segunda fase. Aqui, é preciso produzir:

  • Uma tradução do inglês para o português, valendo vinte pontos.
  • Uma tradução do português para o inglês, valendo quinze pontos.
  • Um resumo, em inglês, de um texto em inglês.
  • Uma redação sobre tema geral, em inglês, de 400-450 palavras.

Tudo isso deve ser feito em até cinco horas. Também existe um nota mínima: será eliminado da prova quem não obtiver, ao menos, cinquenta pontos.

  • Língua francesa e língua espanhola

As matérias de francês e espanhol são “irmãs gêmeas”, pois são abordadas da mesma forma, em uma mesma prova. Elas são cobradas apenas na terceira fase. Em quatro horas, o(a) candidato(a) deve produzir:

  • Um resumo, em francês, de um texto em francês.
  • Um resumo, em espanhol, de um texto em espanhol.
  • Uma tradução de um texto em português para o francês.
  • Uma tradução de um texto em português para o espanhol.

Cada uma dessas atividades vale 25 pontos, totalizando cem pontos na prova.

  • Política Internacional

A matéria de Política Internacional (ou PI, para os íntimos) tem a maior quantidade de questões do TPS: doze, o que equivale a pouco mais de 16% da prova. As questões abordam tanto temas teóricos, como teoria das relações internacionais, quanto acontecimentos da atualidade (a negociação de paz entre as Coreias, por exemplo, é um tema quente para esse ano).

A matéria também consta na terceira fase. Aqui, é preciso produzir quatro questões discursivas sobre temas relacionados à matéria. As questões são assim distribuídas:

  • Duas questões de trinta pontos, de noventa linhas.
  • Duas questões de vinte pontos, de sessenta linhas.

Sim, recomenda-se deixar seu braço descansando no gelo após o término da prova.

  • História do Brasil

A matéria conta com onze questões TPS (15% do total). Aqui, vale tudo que aconteceu no Brasil, desde a assinatura de Tordesilhas até o início da década de 1990.

História do Brasil também conta com sua própria prova na terceira fase. O formato é o mesmo da prova de PI: quatro questões discursivas, duas de noventa linhas, duas de sessenta linhas.

  • História Mundial

A prova de HM também conta com onze questões. O recorte temporal, contudo, é um pouco menor: da Independência dos EUA (1776) até a década de 1990, pegando um pouco da história inglesa pré-Revolução Industrial. Diferentemente das demais matérias, é abordada exclusivamente na primeira fase.

  • Geografia

No TPS, a prova de Geografia conta com seis questões (ou 8% do total). Aspectos geográficos do mundo e do Brasil são abordados aqui, bem como preceitos teóricos da matéria.

Na terceira fase, a prova de Geografia também é formada por quatro questões discursivas sobre temas afins à matéria. Muda apenas a quantidade de linhas, em relação a PI e História do Brasil:

  • Duas questões de sessenta linhas, valendo trinta pontos cada
  • Duas questões de quarenta linhas, valendo vinte pontos cada
  • Noções de Direito e Direito Internacional Público

Essa prova mescla duas matérias em uma, totalizando seis questões no TPS. Aqui, aborda-se o direito interno brasileiro (mormente direito constitucional, administrativo e civil) e o direito internacional público. Nos últimos anos, houve uma tendência de equilíbrio entre as duas na quantidade de questões.

A matéria também está na terceira fase. O formato é o mesmo da prova de Geografia: quatro questões discursivas, duas de sessenta linhas, duas de quarenta linhas.

  • Noções de Economia

A prova de Economia fecha o segundo turno do TPS, com oito questões (por volta de 11% do total). Microeconomia, Macroeconomia, Economia internacional e História Econômica Brasileira são os macrotemas em que se divide a matéria.

Economia também está na terceira fase com sua própria prova. O modelo é o mesmo das provas de Direito e Geografia.

Ufa! Não é pouca coisa, não é mesmo?

Mas sabe qual é a melhor parte? É possível sim estudar todas essas matérias e alcançar o sonho da carreira diplomática!

Como? É só contar com o Sapi!

Aproveita que hoje, dia 04/06, faremos o lançamento de um novo pacote de cursos on-line para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) com condições promocionais muito especiais que vão durar apenas 48 horas. Se você quiser receber os detalhes, clique AQUI e inscreva-se. Apenas as pessoas que demonstrarem interesse receberão informações.  

E não se esqueça de acompanhar a gente pelo Facebook e Instagram.


Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s